Descubra como desenvolver um plano de aula de acordo com a BNCC

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada em 2017, amplamente divulgada em 2018 e definitivamente implementada em 2019, é um documento criado pelo MEC para orientar as escolas no desenvolvimento de um currículo unificado para o ensino infantil, fundamental e médio.

Com tantos comentários na área de educação sobre o assunto, muitos professores e coordenadores estão se perguntando como desenvolver um plano de aula de acordo com a BNCC. 

Mas calma aí, vamos por partes!

O objetivo de se constituir um currículo comum é fazer com que todos os alunos, sejam de escolas públicas ou privadas, tenham acesso aos mesmos conteúdos programáticos para todas as disciplinas e, na medida do possível, possam competir por vagas em universidades federais ou particulares em nível de paridade. 

Ainda que esse seja um grande desafio, as diretrizes estipuladas pela BNCC procuram formar estudantes aptos a ingressarem em cursos superiores. Além disso, esse documento busca auxiliar no desenvolvimento do caráter de cidadãos que saibam se postar socialmente, com o conhecimento de seus direitos e deveres.

Pois bem, a BNCC estipula que escolas e equipe pedagógica sigam suas normas na momento do desenvolvimento de planejamentos escolares, anuais, semestrais e mensais. 

Além disso, a equipe docente também deve seguir as normas da BNCC na confecção dos planos de aula. Como a Base Nacional Comum Curricular ainda é um documento bastante recente, é comum ter dúvidas sobre como elaborar um plano de aula que siga suas regras. 

E é justamente por isso que criamos este artigo: para ajudar você a elaborar um plano de aula que siga as normas da BNCC e que, além disso, cative seu aluno e o mantenha motivado. Vamos lá?


O que é um plano de aula?

Antes de, efetivamente, mostrar o passo a passo para o desenvolvimento de um plano de aula de acordo com a BNCC, é interessante entender bem o que é esse planejamento.

O plano de aula é uma ferramenta usada pelo professor para conseguir organizar o conteúdo que deseja passar a seus alunos. Dentro do plano de aula também entra o método de avaliação que será usado ao fim da matéria. 

É interessante pontuar que o conteúdo não precisa ser dado em uma única aula especificamente. Muitas vezes a matéria necessita de duas ou mais aulas para ser concluída.

Por que fazer um plano de aula?

Sabendo o que é na prática um plano de aula, é comum se perguntar qual a sua importância. 

É de conhecimento geral que aquele que se propõe a viver da educação, sendo professor, não pode se dar o luxo de ter poucas turmas. 

Sendo assim, uma das grandes vantagens de fazer um plano de aula é a otimização do tempo. 

Preparar todo o conteúdo pode demandar um tempo em sua confecção. No entanto, adiantará sua vida no futuro, uma vez que cada matéria poderá exigir de você várias aulas e não será necessário pensar o que vai ser passado em cada uma delas, já que o planejamento já estará pronto.

Um dos maiores desafios enfrentados pelos professores é conseguir chamar atenção dos alunos, mantê-los motivados e participativos. Planejar como dar a aula pode fazer com que você consiga identificar o que faz os olhos dos estudantes brilharem e combater a indisciplina.

Sintetizando: o plano de aula é uma ótima estratégia para que você não se perca durante as aulas. Organize e otimize seu tempo e mantenha seus alunos motivados e participativos.

Como fazer um plano de aula de acordo com a BNCC?

Agora que você sabe o que é e para que serve, vamos ajudar você a fazer um plano de aula de acordo com a BNCC.

Confira os passos para a realização de um plano de aula competente e em comunhão com as normas da Base Nacional Comum Curricular.

Banner de divulgação do Modelo gratuito de Planejamento Pedagógico de acordo com a BNCC. Link para download: https://conteudo.imaginie.com.br/modelo-planejamento-pedagogico-de-acordo-com-bncc?utm_source=blog-educacao&utm_medium=banner-artigo&utm_campaign=material-rico

1º Passo: conheça a fundo as diretrizes da BNCC para educação básica

Inicialmente você precisa conhecer as competências e habilidades exigidas pela BNCC. Para cada área da educação básica, composta pela educação infantil, ensino fundamental e médio, existem competências específicas.

Para a educação infantil, a BNCC estipula direitos e aprendizagens e campos de experiência.

Ensino Infantil

Direitos de aprendizagem:
  • Conviver.
  • Brincar.
  • Participar.
  • Explorar.
  • Expressar.
  • Conhecer-se.

Levando em consideração os direitos de aprendizagem estabelecem-se os campos de experiência.

Campos de experiência
  • O eu, o outro e o nós.
  • Corpo, gestos e movimentos.
  • Traços, sons, cores e formas.
  • Escuta, fala, pensamentos e imaginação.
  • Espaços, tempos, quantidades, relações e transformações.

É interessante pontuar que para cada um dos campos de experiência existem pelo menos 3 objetivos de aprendizagem e desenvolvimento, que serão pensados de acordo com as faixas etárias, que são três:

  • zero a 1 ano e 6 meses,;
  • 1 ano e 7 meses a 3 anos e 11 meses;
  • 4 anos a 5 anos e 11 meses.

Para esclarecer melhor, selecionamos como exemplo o objetivo de aprendizagem e desenvolvimento para a faixa etária correspondente a de zero a 1 ano e 6 meses e que se relaciona ao campo de experiência “Traços, sons, cores e formas”: 

EIO1TS01: Explorar sons produzidos com o  próprio corpo e com objetos do ambiente.

Já para o ensino fundamental, a Base Nacional Comum Curricular estabelece as áreas do conhecimento e as respectivas disciplinas que as compõem.

Ensino Fundamental

Áreas do conhecimento
  • Linguagens – Língua Portuguesa, Arte e Educação Física
  • Matemática – Matemática
  • Ciências da Natureza – Ciências
  • Ciências Humanas – Geografia, História
  • Ensino Religioso – Ensino Religioso

O ensino fundamental é dividido em anos iniciais e anos finais, e para cada um deles há unidades temáticas, objetos de conhecimento e habilidades diferentes para cada disciplina específica.

Vejamos um exemplo:

Ciências 1º ano:

Unidades temáticas Objetos de conhecimento Habilidades
Vida e evolução Corpo humano

Respeito à diversidade 

(EF01CI02) Localizar, nomes e representar graficamente (por meio de desenhos) partes do corpo humano e explicar suas funções.

(EF01CI03) Discutir as razões pelas quais os hábitos de higiene do corpo (lavar as mãos antes de comer, escovar os dentes, limpar os olhos, o nariz e as orelhas etc.) são necessários para manutenção da saúde.

(EF01CI04) Comparar características físicas entre os colegas, reconhecendo a diversidade e a importância da valorização, do acolhimento e do respeito às diferenças.

 

Já o ensino médio está dividido em quatro áreas do conhecimento.

Ensino Médio

  • Linguagens e suas tecnologias – Língua Portuguesa 
  • Matemática e suas Tecnologias – Matemática
  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias 
  • Ciências Humanas e suas Tecnologias 

Assim como o ensino fundamental, existem unidades temáticas, objetivos de conhecimento e habilidades específicas para cada área do conhecimento.

2º Passo: escolha o conteúdo da aula

Muito bem, após ter todo o conhecimento das diretrizes estabelecidas para cada área do conhecimento determinadas pela BNCC, é chegada a hora de selecionar o conteúdo a ser sistematizado em seu plano de aula.

Para facilitar sua escolha, selecionamos como exemplo a área de linguagens do ensino médio e, logo, língua portuguesa. 

Dentro da grande gama de conteúdos que podem ser abordados nessa disciplina, escolhemos gêneros textuais.

É interessante apontar que o conteúdo deverá trabalhar claramente um dos campos de atuação que podem ser:

  • Campo da vida pessoal
  • Campo de atuação na vida pública 
  • Campo das práticas de estudo e pesquisa
  • Campo jornalístico-midiático
  • Campo artístico-literário

Para cada um desses campos, existem diversas habilidades e competências a serem trabalhadas.

Você deve, portanto, escolher em qual desses campos o gênero textual se encaixa, as habilidades que serão desenvolvidas e as competências que serão abrangidas. 

Dentro do gênero textual, escolhemos a tirinha, objetivando trabalhar a visão crítica dos alunos, além de linguagem verbal e não verbal e interpretação de texto.

Após todo esse processo de escolha, você deverá preencher de maneira mais técnica as seguintes questões:

  • Data:

Você deve preencher aqui a data que irá passar o conteúdo aos alunos.

  • Duração:

Aqui, você deverá preencher a quantidade de aulas de que você necessitará para concluir o conteúdo.

  • Área do conhecimento

Esta é área em que você selecionará a matéria específica. 

Em nosso exemplo, gêneros textuais: tirinha.

  • Unidade temática

Aqui, você deverá selecionar a unidade temática específica para a área do conhecimento selecionada.

  • Objeto de conhecimento

Determine o objeto de conhecimento específico para a unidade temática, levando em consideração a área do conhecimento e unidade temática.

  • Habilidades 

As habilidades também deverão aparecer em seu plano de aula. Para escolhê-las, analise os objetos de conhecimento, a área do conhecimento e a unidade temática que você selecionou anteriormente.

Perceba como tudo se conecta de maneira bastante clara quando você segue as diretrizes estipuladas pela BNCC.

  • Métodos 

Para cada aula selecionada para passar o conteúdo à turma, selecione a metodologia que irá utilizar. 

Por exemplo, na primeira aula sobre a análise da tirinha você pode ir conduzindo a discussão sobre as questões sociais que ali estão presentes e trazendo os alunos para dentro do diálogo, com perguntas e sugestões sobre o tema.

  • Recursos

Preencha quais serão os recursos que você deverá ter em mãos para que a aula aconteça. Como um número de cópias das tirinhas para todos os alunos, lápis, quadro branco e pincel. Enfim, todo o material que você irá utilizar nas aulas sobre o conteúdo selecionado.

  • Avaliação

Por fim, você deverá selecionar o meio pelo qual os alunos serão avaliados. 

No caso da tirinha, você poderá sugerir uma prova, caso queira algo mais voltado a uma maneira mais conservadora de avaliar, ou você poderia sugerir que os alunos produzissem uma tirinha na prática.

Muito bem, agora que você possui conhecimento sobre como elaborar passo a passo de um plano de aula de acordo com a BNCC, que tal ficar por dentro de como elaborar um planejamento anual seguindo as diretrizes da Base Nacional Comum Curricular? Basta clicar aqui e conferir.

Banner de divulgação para a palestra online sobre a BNCC. Link para cadastro: https://conteudo.imaginie.com.br/palestra-online-bncc?utm_source=blog-educacao&utm_medium=banner-artigo&utm_campaign=material-rico

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dezenove − 7 =

Posts relacionados

[Ebook]

Captação de alunos em tempos de distanciamento social: estratégias para que sua escola minimize os impactos causados pelo isolamento

Está apreensivo com o desafio de conseguir captar alunos em tempos de distanciamento social? Então leia este nosso guia completo e veja estratégias para conseguir manter alunos e angariar novos em tempos de isolamento!

[Palestra online]

Como avaliar os estudantes no ensino online?

A necessidade de se desenvolver um ensino online durante a quarentena do Coronavírus levantou uma série de questões entre professores e gestores escolares. Uma delas é: como avaliar os estudantes?

[Infográfico]

3 práticas de ensino híbrido para aplicar na escola

Ainda com dúvidas a respeito de questões legais sobre o Ensino a Distância para a educação básica em meio à quarentena do Covid-19? Então este infográfico é para você. Ele sanará todas as suas dúvidas e te ajudará a saber como sua escola deve agir neste momento tão delicado!

[Infográfico]

Avaliação Formativa: o que é, características e quais seus instrumentos avaliativos

Quer mudar o método avaliativo

[Infográfico]

Como orientar pais e responsáveis sobre o ensino online

Está com dificuldades para orientar pais e alunos acerca da educação a distância em meio ao isolamento social? Então, baixe agora este infográfico!

[Ebook]

Como preparar os alunos para o Enem

Tem dúvidas sobre como preparar os alunos para o Enem, a fim de que eles se destaquem, tenham um bom resultado individual e, consequentemente, coletivo para a escola? Então este ebook foifeito para você!

Calendário vestibular 2021: Confira as datas dos principais processos

Não sabe como orientar os alunos de sua escola sobre as datas dos diferentes vestibulares? Teve dificuldade para encontrar as informações? Achou tudo muito desorganizado? Então este calendário é para você!

[Infográfico]

Orientações jurídicas para EaD: 9 principais perguntas

Em parceria com a Educa Legal, a Imaginie preparou este infográfico com as 9 principais perguntas e respostas sobre EaD!

[Ebook]

Tendências educacionais na sala de aula: como melhorar o desempenho e a comunicação com os pais

Encontre tendências educacionais que irão melhorar o desempenhos dos alunos da Geração Z e ainda aproximar a família de sua instituição!

[Modelo Gratuito]

Planejamento pedagógico de acordo com a BNCC

Você sabe como usar a BNCC na área de Linguagens? Entenda como planejar a leitura e a aplicação da produção textual no Ensino Básico de acordo com as competências da BNCC!

[Kit]

Ensino online: saiba como aplicá-lo em sua escola

Saiba tudo o que você precisa para desenvolver um ensino online de qualidade em sua escola e avaliar o seu funcionamento ao longo do tempo com este kit gratuito que preparamos para você!

[Ebook gratuito]

Como manter a rotina de estudo dos alunos em tempos de Covid-19?

Em parceria, a Imaginie e o Descomplica produziram um guia prático com 6 estratégias para manter os alunos engajados durante o período de quarentena.

[Ebook gratuito]

Indicadores de desempenho escolar

Saiba por que e como fazer uma gestão escolar baseada em dados!

Guia do planejamento escolar

Saiba o passo a passo para criar um planejamento escolar realmente eficiente!

Faça seu cadastro para receber nossa Newsletter